top of page
Buscar

COMUDIDADE: Por um espaço público mais cómodo na comunidade da Robaldina.


O projecto “Comudidade” (Comunidade + Comodidade) foi desenvolvido pelo nosso atelier, e tem como objetivo a revitalização urbana da biblioteca 10Padronizada, situada na Ponte da Robaldina, em Viana, Luanda. Este lugar que antes era utilizado como despejo de lixo e banheiro público, foi transformado em uma biblioteca, idealizada por Dago e Arantes, sendo um importante contributo para o incentivo cultural e o fortalecimento da identidade comunitária do local. Como não há nenhum local para armazenar os livros, o funcionamento do local depende da movimentação diária de parte do acervo por parte dos dois jovens mencionados, tarefa que demanda muito tempo e impossibilita que a biblioteca funcione de forma estável. Além disso, por se localizar na ponte da Robaldina, há problemas relacionados ao conforto, organização e qualidade do espaço para os leitores diários, entre os quais os principais são a poeira, o lixo, o barulho e problemas relacionados às águas pluviais.


(Espaço da 10Padronizada sem saneamento, 2021)


Em consonância com os objectivos traçados pelo Plano Director de Luanda (2015), respectivamente no sentido de promover a regeneração e reabilitação urbana nas áreas mais densamente povoadas, revitalizar os espaços públicos tornando-os espaços de qualidade e excelência e valorizar e potencializar a identidade cultural local da população da cidade, o projecto busca incentivar a iniciativa local da construção da biblioteca 10Padronizada de forma contribuir com um espaço público sustentável e para com a promoção acessível da cultura para os membros da comunidade.


Conceitualmente, o projeto se baseia em dois pilares: a revitalização do espaço físico por meio da utilização do design urbano como ferramenta para transformar materiais que são geralmente descartados por empresas ou pessoas em equipamentos urbanos de uso público, e a criação de oportunidades de negócio, bem como do acesso grátis e democrático a cultura como forma de dar conferir sustentabilidade ao local. No âmbito físico, o projeto se concretiza em duas etapas, sendo a primeira relativa à revitalização do espaço e a segunda a capacitação dos beneficiários para manter o local activo e funcional, conferindo sua sustentabilidade.


Na primeira etapa será feito:

  • Pesquisa qualitativa e levantamentos da área de implantação do projecto;

  • Pesquisa quantitativa da opinião dos usuários e identificação do público-alvo que frequenta o espaço;

  • Projecto das intervenções pontuais a serem realizadas no espaço, entre as quais:

  • Criação de mobiliário urbano a partir de material geralmente descartável (ex: paletes, garrafas, tecido, pneus, entre outros);

  • Implantação de um contentor como forma de conferir estabilidade ao local frente aos problemas mencionados;

  • Intervenções de cunho artístico;

  • Reorganização do espaço;

  • Revitalizar o local por meio de pintura e intervenções de cunho estético;

  • Execução das intervenções propostas.


(Projecto do Contentor, Atelier Entretons Hurbanos, 2021)


Na segunda etapa planeamos a/o:

  • Promoção de um modelo de negócio para os beneficiários directos;

  • Capacitação dos beneficiários directos para a gestão do negócio futuramente;

  • Monitoramento da satisfação dos beneficiários facultativos como forma de prever eventuais problemas e/ou suprir eventuais sugestões de melhoria do espaço.

Como objectivo geral espera-se que a 10Padronizada se torne uma referência para as actividades literárias e culturais da cidade, bem como um modelo de espaço público funcional, multiuso, de qualidade e sustentável. Como objectivos específicos buscamos:

  • A criação de um espaço público de qualidade que possa optimizar as actividades da biblioteca;

  • Prover conforto e organização ao espaço;

  • Amenizar os problemas relativos à poeira, barulho e das águas pluviais;

  • Providenciar um espaço de armazenagem do acervo e do mobiliário e de abrigo nas épocas de chuva;

  • Desenvolver um modelo de negócio para geração de renda para os beneficiários directos;

  • Capacitar os beneficiários directos a gerirem o local por si só após o período de implantação do projecto;

  • Consolidar um espaço que atenda as necessidades e ambições dos beneficiários facultativos.

(Ilustração prévia do projecto de revitalização do espaço, Atelier Entretons Hurbanos, 2021)


47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page